Holos Editora

Busca: 
telefone

Livros Holos Editora » Humanas » -

 

Abraham Flexner. Modelo de Educador a Burocracia e a Filantropia

Autor: Dalmo de Souza Amorim
Páginas: 281
Formato: 14 x 21
Ano: 2012
ISBN: 9788586699740

Ver mais

R$65,00

Descrição do produto

O que a maioria das pessoas pensaria se 145 dos 188 cursos de Medicina existente no Brasil em 2012 fossem fechados por problemas de qualidade? Situação como essa, talvez única na história da educação no mundo, ocorreu nos Estados Unidos no início do século XX.

O que confere qualidade à formação profissional? A resposta poderia ser construída a partir de detalhes dos conteúdos acadêmicos. De modo geral, assim se fazem “reformas curriculares”. Mas os resultados estariam longe do que realmente importa. O entorno dos cursos talvez seja fonte mais severa de problemas de qualidade que elementos de ordem interna.

No final do século XIX, havia nos Estados Unidos e no Canadá pouco mais de 150 escolas médicas. Alguns estudos já haviam apontado problemas na formação na maioria delas. Abraham Flexner—que não era médico—foi convidado pela Carnegie Foundation para executar uma ampla análise da qualidade dos cursos de Medicina nessas escolas. Os resultados foram devastadores. Como subproduto do Carnegie Foundation Bulletin Number Four, conhecido como Flexner Report, foi recomendado o fechamento de 120 de 155 cursos existentes. Mas os números não são tão assustadores quanto o que o estudo—que se tornou mundialmente famoso por sua acurácia e por seu impacto— de fato revelava como causas da baixa qualidade. Falta de acompanhamento federal, corrupção em instâncias locais, conflito entre interesses de clínicas privadas e a qualidade da formação acadêmica, falta de embasamento científico no ensino, falta de laboratórios, docentes em tempo parcial, falta de formação clínica adequada, falta de formação em ética médica, seleção inadequada de candidatos etc. Nas palavras de Flexner, muitos “jogam o jogo puramente comercial dos mercadores, cuja única preocupação é o lucro, ou dos frequentadores da loja, que pensam que um certificado acadêmico no tema dos negócios lhes pode trazer um salário mais alto.” Ou seja, a transformação da formação acadêmica em negócio sem qualquer responsabilidade com a qualidade do serviço oferecido foi a base do desastre em que se converteu a educação médica americana. Foi e é.

Este livro—Abraham Flexner. Modelo de educador, a burocracia e a filantropia—do Prof. Dalmo de Souza Amorim, Chefe de Departamento e Diretor da Faculdade de Medicina da USP em Ribeirão Preto nas décadas de 1980 e 1990, docente dessa Faculdade por mais de 30 anos, destrincha os precedentes, o próprio estudo de Flexner e suas implicações para o ensino médico e de outras áreas. Há questões particularmente intrigantes: a força para a execução do estudo de Flexner e para a transformação da formação médica americana não veio do governo federal, mas de elementos extremamente poderosos do próprio “mercado”, as multimilionárias filantrópicas Fundações Carnegie e Rockfeller. E muitas das sugestões de Flexner para a melhoria da qualidade da formação saíram às avessas: a necessidade de fundamentação científica no ensino médico acabou por converter-se em uma formação tecnicista, sem a dimensão humanista preconizada por ele.

Este livro seria interessante como história, se o fosse. Muitas das causas ligadas à deterioração da qualidade da formação médica americana, percebidas no início do século XX, continuam atuantes, lá e aqui. Assim, o conteúdo do Flexner Report não se tornou algo que se possa chamar de “passado”. Da mesma maneira, as recomendações de Flexner para a recuperação na qualidade da formação superior têm a mesma força de argumentação de há cem anos e servem de base para a correção—reforma ou revolução—de rumos. Apesar da aparência robusta que alguns números possam dar, a mercantilização vil da formação profissional é uma armadilha: caem tolamente os formandos e suas famílias que pagam mensalidades (que em casos de alguns cursos públicos não se aplica) e, a médio prazo, o governo, o próprio mercado, como demonstrou Flexner, e, especialmente, os que são atendidos por esses profissionais, a sociedade como um todo. Essa cegueira auto-imposta beneficia algumas poucas partes e prejudica o todo.
 
Conteúdo:
 
Sumário.
 
 
Agradecimentos ..........8
Prefácio ..........9
Prólogo ..........19
Parte I. Abraham Flexner em seu tempo ..........31
1. Dados biográficos e caminhos profissionais ..........33
2. Filantropia ..........52
3. Abordagem multidisciplinar e multiprofissional da prostituição na Europa ..........71
4. Educação: organização, reorganização e as novas oportunidades ..........80
5. Educação médica: mudança paradigmática ..........108
Parte II. O contraditório: as diferenças de ideias ..........133
1. Filantropia e fundações com e sem fins lucrativos ..........135
2. Educação: contrarrevolucionários ..........164
3. Educação médica: filantropia e sistemas de saúde ..........183
4. Saúde e Poder ..........198
Parte III. Após Flexner ..........207
Epílogo ..........231
Obras Consultadas ..........259
Notas Explicativas ..........263

Contato | Formas de Pagamento | Formas de Entrega | Quem Somos | Política de Troca | Segurança